Média móvel de novas internações por Covid-19 fica abaixo de mil pela primeira vez no ano em SP

Redução inédita foi de 70% nas médias móveis de hospitalizações e óbitos; neste sábado, 9.457 estão internadas

  • Por Jovem Pan
  • 07/08/2021 19h01
FABRÍCIO COSTA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO pessoas caminhando em calçada A taxa de ocupação nos leitos de terapia intensiva ficou em 46,6% no Estado e em 42,7% na grande São Paulo

O Estado de São Paulo registrou, neste sábado, 7, pela primeira vez no ano, média móvel abaixo de mil em novas internações e de oito mil em novos casos da Covid-19. A redução inédita foi de 70% nas médias móveis de internações e óbitos — além da baixa de cinco mil pessoas internadas em UTI. A última vez que o Estado atingiu esse patamar foi em 3 de janeiro. A média móvel das novas mortes, agora, é de 240. O número é três vezes menor do que no pico da segunda onda, quando São Paulo registrou 813 óbitos. No auge da primeira onda, esse número variou entre 244 e 278. Quanto ao número de novos casos, foi registrada a menor média móvel do ano: 7.982 vidas perdidas. Neste sábado, 9.457 estão internadas no Estado de São Paulo 9.457 pessoas — sendo 4.566 em enfermaria e 4.891 em UTI. A taxa de ocupação nos leitos de terapia intensiva ficou em 46,6% no Estado e em 42,7% na grande São Paulo. Até agora, foram 4.113.741 casos confirmados e 140.677 mortes pela doença.