Medida provisória contra fraudes em benefícios previdenciários será enviada a Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2019 21h06
Valter Campanato/Agência Brasil Guedes e Onyx se reuniram na tarde desta terça-feira, em Brasília

Uma medida provisória contra fraudes em benefícios previdenciários e assistenciais será enviada nesta quarta-feira (9) ao presidente Jair Bolsonaro. A informação foi confirmada nesta terça (8) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O economista voltou a dizer que o efeito fiscal da medida deve ficar entre R$ 17 bilhões e R$ 20 bilhões por anualmente e deve ter resultados já neste ano. Depois de assinada por Bolsonaro, o texto será publicado no Diário Oficial da União.

“São dois movimentos, o primeiro movimento é contra fraudes e privilégios. Isso vai ser levado amanhã para o presidente, e deve dar um ganho de uns R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões por ano. Já a reforma da Previdência é mais profunda”, disse.

Guedes falou com jornalistas após se reunir com o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que levou ao encontro uma caixa com chocolates para “adoçar” a relação com o colega ministerial. O tema foi a aguardada mudança nas aposentadorias.

Os dois ministros confirmaram que uma proposta para reforma da Previdência será apresentada ao presidente da República já na próxima semana e deve ser enviada ao Congresso Nacional já no mês de fevereiro.

*Com informações do Estadão Conteúdo