Mercadante diz que nunca tentou impedir delação de Delcídio

  • Por Agencia Brasil
  • 15/03/2016 15h45

O ministro da Educação prestou contas após a delação de Delcídio e negou que tenha tentado impedir o senador de falar

Valter Campanato/Agência Brasil (agbrasil) O ministro da Educação prestou contas após a delação de Delcídio e negou que tenha tentado impedir o senador de falar

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse em coletiva à imprensa que nunca tentou impedir que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) assinasse acordo de delação premiada. Segundo ele, a conversa com o assessor do senador, José Eduardo Marzagão, partiu dele e não foi um pedido da presidenta Dilma Rousseff.

O ministro diz que procurou o assessor para prestar solidariedade. Mercadante reiterou: “Não trato de delação”.

Segundo o ministro, trata-se de uma tentativa do assessor de Delcídio do Amaral de “induzir esse assunto”. Mercadante leu trechos em que, segundo ele, deixa claro na conversa que não tem intenção de interferir na delação. 

Mercadante disse ainda que vai manifestar à Procuradoria-Geral da República e ao Supremo Tribunal Federal (STF) a disponibilidade de esclarecer o fato. O ministro disse que tomará providências legais contra o assessor.