Minas Gerais decreta situação de emergência em 47 cidades

  • Por Jovem Pan
  • 26/01/2020 09h02
LUIDGI CARVALHO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDORaposos é uma das cidades em estado de emergência em MG

O Governo do Estado de Minas Gerais decretou situação de emergência em 47 cidades do estado por causa dos estragos causados pela chuva. A informação foi confirmada em edição extra do Diário Oficial do estado, publicada neste domingo.

Os municípios são Abre Campo, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Belo Horizonte, Betim, Brumadinho, Caeté, Caparaó, Carangola, Cataguases, Congonhas, Contagem, Divino, Dores, do Turvo, Ervália, Espera Feliz, Guidoval, Ibiaí, Ibirité, Luisburgo, Manhuaçu, Mariana, Mateus Leme, Matipó, Monjolos, Muriaé, Nova Lima, Orizânia, Patrocínio de Muriaé, Pedra Bonita, Raposos, Raul Soares, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Bárbara, Santa Luzia, Santa Margarida, São Gonçalo do Sapucaí, Sarzedo, Senador Firmino, Simonésia, Taquaraçu de Minas, Teófilo Otoni, Tocantins, Ubá e Visconde do Rio Branco.

Ao menos 33 pessoas morreram em decorrência dos temporais, que atingiram mais de 3,5 mil pessoas. Conforme o último balanço divulgado neste sábado, 25, pelas autoridades do Estado, há 7 pessoas feridas, 17 desaparecidas, 2.620 desalojadas e 911 desabrigadas.

A Defesa Civil alerta para novos deslizamentos. Segundo a previsão do tempo, a intensidade da chuva deve diminuir neste domingo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Belo Horizonte teve a maior chuva dos últimos 110 anos entre quinta e sexta-feira.

Neste domingo, 26, Romeu Zema (NOVO-MG), governador de Minas Gerais, vai se reunir com o ministro de Integração Regional, Gustavo Henrique Rigodanzo, para discutir as próximas ações para a contenção e prevenção dos estragos nas áreas de risco. O governador determinou três dias de luto pelas vítimas.