Ministério da Saúde confirma primeiro caso de coronavírus no Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2020 11h34 - Atualizado em 26/02/2020 12h19
EFE/EPA/JEROME FAVREO paciente, um homem de 61 anos, é morador de São Paulo e teve o resultado da contraprova confirmado positivo pelo Instituto Adolfo Lutz

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (26) o primeiro caso de Covid-19 no Brasil. O paciente, um homem de 61 anos, é morador de São Paulo e teve o resultado da contraprova confirmado positivo pelo Instituto Adolfo Lutz.

O homem esteve na região da Lombardia, na Itália, entre os dias 9 e 20 de fevereiro. Na mesma semana estouraram os casos de coronavírus no país, que já ultrapassam 300 confirmados.

Ele teria sentido os primeiros sintomas no domingo (23) — febre, tosse, dor de garganta e coriza — e procurou o Hospital Israelita Albert Einstein na segunda-feira (24) à noite. O Ministério da Saúde foi notificado na terça-feira (25), por volta do meio-dia. Agora, ele está em isolamento domiciliar.

O Brasil ainda tem mais 20 casos suspeitos: um na Paraíba, um em Pernambuco, um no Espírito Santo, dois em Minas Gerais, dois no Rio de Janeiro, dois em Santa Catarina e onze em São Paulo. Outros 59 casos suspeitos já foram descartados.

De acordo com o ministro, pessoas que tiveram contato direto ou eventual com o homem serão examinados. Como a viagem de retorno do paciente ao Brasil teve escala em Paris, na França, o país também será notificado. Na ocasião ele ainda não apresentava sintomas.

Mandetta reforçou que o coronavírus se trata de uma “síndrome gripal” que se comporta de maneira mais agressiva em idosos — o que justificaria o número crescente na Itália, tido como uma nação com alto número de pessoas com idade avançada. Segundo dados apresentados nessa quarta, pessoas acima de 80 anos a taxa de mortalidade chega a 15%.

Luiz Henrique Mandetta lembrou que a comunidade italiana no Brasil é muito grande e que, pela época do ano, muitos brasileiros poderiam estar no país de férias ou em período de intercâmbio. “Tentamos entender esse mapeamento para entender o deslocamento das pessoas. Com isso aumentamos nossa vigilância e preparativos para atendimento.”