Ministra da Agricultura: ‘É inadmissível ouvir que nosso alimento é inseguro’

Tereza Cristina explicou que fila dos registros de defensivos tem andado rápido para “trazer segurança”

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2019 14h19
Wilson Dias/Agência BrasilA ministra da Agricultura, Tereza Cristina

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta segunda-feira (5) que o agronegócio tem sido “bombardeado pela mídia nacional” e que considera “inadmissível” ouvir que o alimento produzido no Brasil é “inseguro”. A declaração aconteceu durante o Congresso Brasileiro do Agronegócio, promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) em São Paulo.

“Precisamos ganhar a guerra da comunicação e o agronegócio precisa se unir. É inadmissível que o agro tenha sido bombardeado pela mídia nacional falando que nosso alimento é inseguro, isso é uma inverdade”, declarou a ministra. “Sou mãe e avó e temos convicção de que estamos fazendo o melhor pelo nosso País”, acrescentou.

Tereza Cristina explicou que a fila dos registros de defensivos tem andado rápido para “trazer tecnologia e segurança, e não atraso como querem colocar a pecha no agro brasileiro”.

Para tentar desfazer a imagem dos agroquímicos que, conforme a ministra, vem sendo difundida pela mídia nacional, o Ministério da Agricultura promoverá nesta terça-feira (6) um café da manhã aberto à imprensa, do qual participarão especialistas e cientistas para tratar da segurança alimentar e dos defensivos.

O governo federal publicou, na última segunda-feira (22), o registro de 51 defensivos agrícolas para as lavouras brasileiras no Diário Oficial da União (DOU). Com isso, chega a 262 o número de agrotóxicos aprovados desde o início deste ano. Outros dois mil estão na fila de espera.

*Com Estadão Conteúdo