Ministro da Educação se retrata com mãe de Cazuza após ameaça de processo por atribuição de frase

  • Por Jovem Pan
  • 05/02/2019 21h26
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoEm entrevista, Vélez Rodriguez atribuiu a Cazuza frase de programa humorístico

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, se retratou após atribuir a Cazuza uma frase que, na verdade, pertencia a um programa humorístico. Pelo Twitter, ele informou ter ligado para a mãe do cantor, Lucinha Araújo, para “desfazer o equívoco”.

“Liguei para Lucinha para desfazer o equívoco de resposta que dei atribuindo a ele frase de humorístico. A conversa foi tocante e combinamos visita a ela quando eu for ao Rio [de Janeiro], escreveu. “O amor do coração de uma mãe por seu filho é algo valoroso.”

Em entrevista, o ministro havia citado o cantor ao ser perguntado se liberdade não incluiria ensinar marxismo, fascismo e liberalismo. “Liberdade é agir, fazer escolhas dentro dos limites da lei e da moralidade. Fazer o que dá vontade não é ser livre. Isso é libertinagem. Liberdade não é o que pregava Cazuza, que dizia que liberdade é passar a mão no guarda.”

Em resposta, Lucinha disse que o episódio era inadmissível. “Se meu filho estivesse vivo tenho a certeza de que pediria piedade, mas como não sou ele e minha idade suprimiu os panos quentes, considero inadmissível uma pessoa ocupando o cargo que ocupa não ter a preocupação de citar uma pessoa pública sem compromisso com a verdade”

Em outro trecho do texto, ela ameaçou processar o ministro. “Gostaria de deixar aberta a possibilidade de se retratar publicamente para que não seja necessário ter que tomar providências jurídicas.” Cazuza morreu em 1990.

*Com informações do Estadão Conteúdo