Ministro do STF autoriza Youssef a ficar calado na CPI da Petrobras

  • Por Agência Brasil
  • 24/08/2015 23h51
CURITIBA, PR, 11.05.2015: CPI-PETROBRAS - CPI da Petrobras ouve o doleiro Alberto Youssef, na sede da Justiça Federal em Curitiba (PR), nesta segunda-feira (11). (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress)Alberto Youssef

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu nesta segunda-feira (24) habeas corpus que garante ao doleiro Alberto Youssef direito ao silêncio no depoimento marcado para esta terça (25) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras.

A decisão inviabiliza a acareação com Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, prevista para a sessão. Ambos assinaram acordo de delação premiada.

De acordo com a decisão do ministro, Youssef não poderá ser obrigado a assinar termo de compromisso para dizer a verdade e poderá ser assistido por seu advogado.

A acareação foi autorizada pelo juiz federal Sergio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal. após pedido dos membros da CPI.