Ministro do STJ nega habeas corpus para o médium João de Deus

  • Por Jovem Pan
  • 19/12/2018 18h23
Marcos Souza/Estadão ConteúdoMédium se entregou à polícia no último domingo

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STF) Nefi Cordeiro negou nesta quarta-feira (19) um pedido de liberdade feito pela defesa de João de Deus, que está preso desde domingo (16) em Aparecida de Goiânia (GO). A solicitação de habeas corpus foi apresentada horas antes por advogados do médium e é o segundo a ser negado pela justiça.

Além de negar a liberdade, Nefi Cordeiro também retirou o sigilo do processo, por entender que a medida não serve para proteção do autor de supostos crimes contra a dignidade sexual, crime pelo qual João é acusado por mais de 500 mulheres de sete países diferentes. A ideia da defesa é que ele fosse liberado com uso de tornozeleira eletrônica.

Dinheiro encontrado

Na terça-feira (18), a Polícia Civil de Goiás apreendeu uma mala com dinheiro em espécie e armas na casa do médium João de Deus. O local era um dos alvos de mandados de busca e apreensão que foram cumpridos pelos investigadores. O local onde ele fazia atendimento espirituais, em Abadiânia (GO), também foi verificado.

Primeiro habeas corpus

O primeiro habeas corpus solicitado por advogados de João de Deus foi negado também na terça pelo desembargador Jairo Ferreira Júnior, do Tribunal de Justiça de Goiás. A decisão foi confirmada após “desencontro” de informações entre os defensores do médium, Thales Jayme e Alberto Toron, em declarações à imprensa.

*Com informações da Agência Brasil