Miséria gera a violência que vemos na televisão, diz Lula

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2017 16h01 - Atualizado em 18/11/2017 16h05
Aglécio Dias/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDOLula discursou a algumas centenas de pessoas nesta tarde em Diadema pelo "Aniversário de 35 anos da primeira prefeitura petista no Brasil"

Durante discurso em Diadema na tarde deste sábado (18), no ABC paulista, o ex-presidente e pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) associou a insegurança pública à pobreza e à miséria.

“Essa violência que a gente vê todo dia na televisão aumentando, parte dela é por conta do desemprego, é por conta da miséria. A gente vê trabalhador matando o outro por um desgraçado de um celular, por um desgraçado de um tênis, por uma desgraçada de uma blusa, e nós vamos fazer esse povo voltar a ter direito”, afirmou em mais uma fala com tom eleitoral.

“Para eles (adversários políticos), pobres não têm que comer bem, não têm que (se) vestir bem, não têm que passear, e nós queremos comer bem, queremos vestir bem, queremos passear e queremos ter as nossas coisas”, completou o ex-presidente.

Em seguida, Lula voltou a ressaltar conquistas de seus governos. “A gente tinha orgulho de ser brasileiro”, disse. “Nós até aprendemos a gostar de um churrasquinho com uma picanha e uma cerveja gelada”.

“Se nós somos os que trabalhamos nesse país, nós temos o direito de ter o melhor. E é por isso, companheiros, que eu estou disposto a voltar (à Presidência)”, finalizou o raciocínio o petista.

Em crítica ao governo de Michel Temer, Lula também disse que “há um assalto feito por uma parte da elite brasileira no Congresso Nacional que vai tentar desmontar tudo” (conquistas sociais que teriam sido obtidas em seu governo). “Se o PT quiser e o povo brasileiro quiser eu vou voltar a ser presidente”, declarou.

“Uma coisa que eu aprendi com vocês e eles nunca vão aprender é cuidar do povo mais pobre desse País”, discursou.

Veja o discurso completo no vídeo abaixo:

Aniversário de 35 anos da primeira prefeitura petista no Brasil – Diadema (SP)

Publicado por Lula em Sábado, 18 de novembro de 2017

Lula e o PCdoB

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participará na manhã deste domingo, 19, do 14º Congresso do PCdoB, na capital federal. A informação é do deputado federal Orlando Silva (SP) e foi confirmada pela assessoria de imprensa do petista ao Broadcast Político, serviço em tempo real da Agência Estado. A presença de Lula era esperada, inicialmente, para este sábado, 18. O ex-presidente, porém, não pode comparecer, adiando a participação para amanhã.

Na abertura do Congresso na sexta (17), o PC do B oficializou a pré-candidatura da deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila à Presidência da República nas eleições de 2018. Em entrevista à imprensa, a parlamentar defendeu o direito de Lula também ser candidato a presidente no próximo ano, mas negou que tenha colocado sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto para ser candidata a vice em uma chapa com o ex-presidente petista.

O evento também deve contar com a presença de outro presidenciável: o ex-ministro cearense Ciro Gomes, que já se lançou pré-candidato a presidente pelo PDT. Neste sábado, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também deverá participar do Congresso do PC do B. Apesar de ser da base aliada do atual governo, Maia mantém boa relação com partidos da oposição.

Com informações complementares de Estadão Conteúdo