Moro determina que a PF investigue mortes em presídio de Manaus

  • Por Jovem Pan
  • 29/05/2019 19h58
Agência BrasilPara ministro, os crimes "representam grave violação de direitos humanos"

O ministro Sergio Moro solicitou nesta quarta-feira (29) que a Polícia Federal instaure inquérito para investigar as 55 mortes ocorridas no último final de semana no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus.

De acordo com o pedido, os crimes “representam grave violação de direitos humanos”. Além disso, há interesse da União na repressão de organizações criminosas com atuação em mais de um estado da federação, bem como na repressão ao tráfico internacional de drogas.

Segundo nota divulgada pelo ministério, há indícios de que a organização criminosa conhecida como Família do Norte (FDN) tenha ordenado os assassinatos no presídio.

De acordo com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), nove detentos do Compaj já foram transferidos para o presídio federal do Distrito Federal. A previsão é que, para esta quinta (30), mais 17 membros sejam transferidos para os complexos do Sistema Penitenciário Federal, totalizando, 26 presos.