Assassinato de Marielle envolveu agentes do Estado, assume Jungmann

  • Por Jovem Pan
  • 08/08/2018 10h43 - Atualizado em 08/08/2018 10h43
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilMinistro espera caso solucionado até o final do ano

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, assumiu que “agentes do Estado” estão envolvidos na execução da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorrida em 14 de março, há 147 dias.

“O que eu posso dizer a você: esse assassinato da Marielle envolve agentes do estado. Envolve, inclusive, setores ligados seja a órgãos de setores do estado, seja a órgãos de representação política”, afirmou o ministro em entrevista ao programa Entre Aspas, da Globonews, na noite desta terça-feira (7).

A apresentadora Mônica Waldvogel questionou se o caso inclui ramificações no parlamento e na polícia. Jungmann assentiu.

“Eu diria que sim. Esse é um dos problemas que existe. A complexidade deriva do profissionalismo com que (os assassinatos) foram feitos e com o fato de que eles têm uma rede de intersecção, que eu poderia chamar daqueles que têm interesses de que eles acontecessem”, declarou.

Jungmann disse acreditar que o crime será elucidado até o final de 2018. O ministro colocou a inteligência federal à disposição da Polícia Civil, responsável pelo inquérito.