Morte por Covid-19 em pessoas não vacinadas é 26 vezes maior em SP, diz estudo

Levantamento da Secretaria Estadual da Saúde aponta que número de óbitos de não vacinados foi de 332 por 100 mil habitantes

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2022 15h05 - Atualizado em 14/03/2022 15h05
EFE/EPA/NARONG SANGNAK Criança tailandesa recebe uma dose da vacina Pfizer Estudo analisou 8.283 mortes em 645 municípios do Estado

O número de mortes por Covid-19 em não vacinados é quase 26 vezes maior que em pessoas imunizadas em São Paulo, segundo um levantamento divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde. O estudo analisou 8.283 mortes em 645 municípios do Estado entre 5 de dezembro de 2021 e 26 de fevereiro de 2022. Neste período, prevaleceu a circulação da variante Ômicron. Segundo a pasta, o número de não vacinados que foram vítimas da doença foi de 332 por 100 mil habitantes. Entre quem recebeu as duas doses da vacina, o índice foi de 13 por 100 mil habitantes.

Os dados também apontaram que as mortes foram 69% maiores em vacinados com apenas uma dose. Segundo o governo, aproximadamente 717 mil pessoas não se vacinaram no Estado, considerando a população elegível. “Os dados mostram o impacto dos índices de vacinação no estado de São Paulo, que hoje tem quase 90% da população elegível vacinada com as duas doses. Mesmo com a circulação de uma variante mais transmissível, que é o caso da Ômicron, os números comprovam que São Paulo fez a escolha cerca em apostar na ciência e na vacinação como as principais medidas de enfrentamento da pandemia de Covid-19”, disse a coordenadora Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula.