Mourão confirma que Brasil pode adotar ‘pequenas sanções’ à Venezuela

  • Por Jovem Pan
  • 31/01/2019 15h04
Valter Campanato/Agência Brasil General disse ainda que questão só será resolvida quando "as Forças Aramadas se derem conta de que não dá para continuar"

O Brasil pode adotar “pequenas sanções” à Venezuela para pressionar o país a adotar medidas de enfrentamento à crise. A afirmação foi dada pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão, nesta quinta-feira (31). Ele assegurou, porém, que o governo não irá intervir na política interna do vizinho.

“Podemos adotar essas pequenas sanções, mas não vamos cruzar uma linha que a gente sabe como começa, mas não sabe onde termina”, afirmou, ao deixar o gabinete no Anexo 2, do Palácio do Planalto. Ele alegou ainda que a possibilidade de bloqueio de bens de autoridades venezuelanas no Brasil “é uma solução que pode ser aventada”.

Mourão afirmou também que acredita que a solução para a crise venezuelana está próxima. De acordo com ele, a indicação do desfecho é a recente decisão da União Europeia que reconheceu o deputado federal Juan Guaidó como presidente legítimo e recomendou aos países da região seguirem o mesmo sentido.

Forças Armadas

Para o vice-presidente, a questão só será resolvida quando “as Forças Aramadas venezuelanas se derem conta de que não dá para continuar da forma como está”. “Acho que está chegando [o fim do impasse]. As pressões estão cada vez maiores e o país está fechado em si mesmo. Acho que entenderam que chegaram a esse limite. Nós, militares, em todos os lugares do mundo, a gente entende que tem um limite ate onde a gente pode ir.”

*Com Agência Brasil