Mourão descarta fechamento de embaixada brasileira na Palestina

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2019 15h59
Ernesto Rodrigues/Estadão ConteúdoMourão responde pela presidência do Brasil até Jair Bolsonaro voltar de Davos

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, descartou a possibilidade de o governo fechar a embaixada do Brasil na Palestina. Nesta quarta-feira (23), disse que essa hipótese é uma “ilação” e uma “retórica” que não corresponde com a realidade.

A Palestina está envolvida há décadas em conflito com Israel, que não reconhece o território como um Estado político e diplomático independente. Territórios da Cisjordânia e da Faixa de Gaza são alvos de intensas disputas na região.

Questionado por jornalistas sobre a situação do conflito entre palestinos e israelenses, o general afirmou que “os dois Estados são reconhecidos e “o resto é retórica e ilação”. O titular do cargo, Jair Bolsonaro, viajou à Suíça para o Fórum Econômico Mundial.

Israel

Antes mesmo de assumir a presidência, Bolsonaro havia dito que transferiria a embaixada em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, reconhecendo a cidade como capital do país. Esse seria um novo posicionamento brasileiro em relação à questão.

A medida foi bem-vista pelo premiê Benjamin Netanyahu, que veio ao Brasil para a posse do novo governo. Entretanto, há quem aponte como retaliação o descredenciamento de cinco frigoríficos brasileiros pela Arábia Saudita, maior importadora de frango nacional.

*Com informações da Agência Brasil