MP confirma que saque de R$ 35 milhões acelerou pedido de prisão de João de Deus

  • Por Jovem Pan
  • 16/12/2018 15h07 - Atualizado em 16/12/2018 15h08
Cesar Itiberê/Fotos PúblicasO líder religioso ainda não se apresentou às autoridades e já pode ser considerado foragido

Neste domingo (16), o Ministério Público de Goiás (MP-GO) confirmou a informação que havia sido divulgada no sábado (15) sobre saques de R$ 35 milhões feitos na última semana em contas e aplicações de João de Deus. A movimentação financeira fez com que o órgão acelerasse o pedido de prisão do médium por precaução.

O líder religioso ainda não se apresentou às autoridades e já pode ser considerado foragido. De acordo com o MP-GO, ele não foi encontrado em nenhum dos endereços buscados e nem compareceu de forma espontânea a nenhuma delegacia.

Defesa

Com a ordem judicial de prisão, o advogado Alberto Toron avisou que vai pedir um habeas corpus em benefício de João de Deus. O defensor considerou a medida “ilegal e injusta”. Ele afirmou que o religioso vai se entregar, mas alegou que não vai divulgar a data e o horário “em respeito” às autoridades que o procuram.

*Com informações da Agência Brasil