MP denuncia ilegalidades em contratos da SPTrans

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2020 10h02
Paulo Pinto/FotosPublicasMP pede a devolução de R$ 1,88 bi aos cofres públicos

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) entrou com uma ação civil pública por improbidade administrativa na Justiça contra oito ex-diretores da São Paulo Transportes (SPTrans), órgão que administra o sistema de ônibus da cidade, três consórcios e um empresário do ramo.

Ele pede ainda a devolução de R$ 1,88 bi ao poder público. A ação segue agora para análise do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O promotor Ricardo Manuel de Castro sustenta que houve ilegalidades e descumprimento de obrigações nos contratos firmados entre 2003 e 2019 com empresas Plus, Unisul e Sete. Os gestores se omitiram diante desses problemas, razão pela qual ele também pede a condenação de parte dos acusados.

* Com informações do Estadão Conteúdo.