MPF apresenta denúncia contra ex-gerente da Transpetro e mais três pessoas

  • Por Jovem Pan
  • 14/12/2017 11h55 - Atualizado em 14/12/2017 11h56
Geraldo Bubniak/Estadão ConteúdoCaso a Justiça aceite a denúncia, eles devem responder pelos crimes de corrupção passiva, ativa e lavagem de dinheiro

O Ministério Público Federal apresentou nesta quarta-feira (13) mais uma denúncia da Operação Lava Jato. Neste caso, o alvo principal foi o ex-gerente da Transpetro José Antônio de Jesus. Ele trabalhava em uma subsidiária da Petrobras.

Outras três pessoas também foram denunciadas. São elas: o empresário José Roberto Soares Vieira, o engenheiro civil Adriano Silva Correia, e o empresário e delator da Lava Jato Luiz Fernando Nave Maramaldo.

Caso a Justiça aceite a denúncia, eles devem responder pelos crimes de corrupção passiva, ativa e lavagem de dinheiro.

O ex-gerente da Transpetro está detido desde novembro deste ano, por conta da 47ª fase da Operação Lava Jato. Ele foi preso em Camaçari, na Bahia, e segue preso em Curitiba.

José Antônio de Jesus é suspeito, segundo o MPF, de ter recebido R$ 7,5 milhões em propinas da empresa NM Engenharia. Segundo a denúncia, os valores foram pagos entre 2009 e 2014. Em troca da propina, os procuradores dizem que Jesus ajudou a empreiteira a firmar contratos cujo valor somou R$ 1,5 bilhão. A propina do ex-gerente correspondia a 0,5% dos contratos.

O MPF afirmou ainda que a propina recebida pelo ex-gerente já preso foi repassada a integrantes do Partido dos Trabalhadores.