MPF denuncia Cabral e mais 61 pessoas na Operação Câmbio Desligo

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2018 12h54
Agência BrasilEntre os denunciados estão Sérgio Cabral, ex-governador do Estado e o doleiro Dario Masser

O Ministério Público Federal denunciou 62 pessoas na Operação Câmbio Desligo. A ação é um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

O grupo é acusado de organização criminosa, desde a década de 90, que promoveu evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Entre os denunciados estão Sérgio Cabral, ex-governador do Estado e o doleiro Dario Masser.

Em maio, a Operação prendeu 30 pessoas em quatro Estados; os alvos eram doleiros suspeitos de movimentarem R$ 1,6 bilhão em 52 países. Eles movimentavam através de uma ação conhecida como “dólar-cabo”.

Ou seja, uma espécie de câmbio que envolve depósitos em contas em diferentes países, mas os recursos não são rastreáveis pelo Banco Central.

Segundo a Procuradoria, a organização de doleiros operava lavando dinheiro para diversas organizações criminosas, até mesmo aquela a qual Cabral foi condenado por liderar.

A operação foi possível apenas porque os doleiros Vinicius Clarer (Juca) e Cláudio Fernando Barboza fizeram delações premiadas.

O ex-governador do RJ Sérgio Cabral já foi denunciado 23 vezes na Lava Jato, sendo que em 22 já se tornou réu.