Na Itália, Doria critica decisão do STF favorável a Battisti

  • Por Estadão Conteúdo
  • 14/10/2017 11h00 - Atualizado em 14/10/2017 11h01
"Mantenho a opinião de que ele deve ser extraditado e cumprir pena na Itália", disse o prefeito

Em seu terceiro dia de viagem pela Itália, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), lamentou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) favorável a Cesare Battisti. “Mantenho a opinião de que ele deve ser extraditado e cumprir pena na Itália Lugar de bandido é na cadeia”, diz.

Em Veneza, Doria disse ainda que a decisão do ministro Luiz Fux criou um clima ruim na Itália, já que a expectativa era de que a extradição ocorresse já na próxima semana.

Na sexta-feira, 13, João Doria e o prefeito de Milão, Giuseppe Sala, fizeram duras críticas às declarações de Cesare Battisti ao jornal O Estado de S. Paulo, de que a extradição equivaleria a uma pena de morte. A entrevista de Battisti ao jornal brasileiro também repercutiu na imprensa italiana.

Agenda

Apesar das duras críticas às suas viagens, Doria mantém os compromissos no exterior. Hoje, o prefeito vai se reunir com o prefeito de Veneza para tratar de assuntos culturais.

Doria diz que pretende aumentar a representação do Brasil e de São Paulo na Bienal de Veneza, exposição, segundo ele, mais importante do mundo.