‘Não é o momento’, diz Bolsonaro sobre eventual reajuste de salários de ministros do STF

  • Por Jovem Pan
  • 07/11/2018 10h45 - Atualizado em 07/11/2018 10h49
Fátima Meira/Estadão ConteúdoNesta terça-feira (06), o Senado decidiu incluir a análise de dois projetos que preveem tal reajuste na pauta

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (07) que vê “com preocupação’ o aumento de gastos que pode ser provocado caso o reajuste dos salários de ministros do Supremo Tribunal Federal seja aprovado no Congresso.

Nesta terça-feira (06), o presidente do Senado, Eunício Oliveira, surpreendeu ao incluir na pauta a análise de dois projetos que preveem tal reajuste. Com a decisão, o reajuste para ministros do STF e para o procurador-geral da República pode ser votado em plenário a partir desta quarta.

Bolsonaro afirma que este não é o momento de o País ampliar seus gastos, uma vez que as contas públicas registraram déficits nos últimos anos.

“Acho que estamos numa que fase todo mundo tem ou ninguém tem. Sabemos que o Judiciário é o mais bem aquinhoado entre os poderes, a gente vê com preocupação. Obviamente que não é o momento”, disse. “Estamos terminando ano com déficit, vamos começar com outro déficit. todos têm que colaborar para que o Brasil saia dessa crise. E o poder Judiciário, no meu entender, em um gesto de grandeza, não fará tanta pressão assim por esse aumento de despesa agora”, completou.