‘Não posso falar hoje, parece que o pau está comendo’, diz Paulo Guedes a jornalistas

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2019 18h43
Ernesto Rodrigues/Estadão ConteúdoMinistro evitou falar com jornalistas ao chegar, atrasado, para evento no Rio

Ao chegar com 40 minutos de atraso a um evento nesta sexta-feira (22), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse a jornalistas que pediam entrevista, em tom de brincadeira: “Não posso falar hoje, porque parece que o pau está comendo”.

O economista participa da cerimônia de posse da nova chefe da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Solange Paiva Vieira, na sede do órgão, no Rio de Janeiro. Apesar do atraso, ele chegou ao evento acompanhado da própria Solange.

Também estão presentes na posse o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, o presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Marcelo Barbosa, e o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.

Crise

Mais cedo, Guedes teria recebido uma ligação do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que disse que deixaria as negociações políticas a favor da reforma da Previdência proposta pelo governo.

Maia teria se irritado ao ser cobrado por Moro para acelerar a tramitação do pacote anticrime apresentado ao Congresso Nacional pelo ministro. Segundo o deputado, a prioridade será a proposta de reforma e não as leis anticrime.

Entretanto, o que piorou a situação foi uma postagem do vereador do Rio Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, em que houve uma crítica implícita ao deputado federal, responsável pela pauta da Câmara.

Filho do presidente e vereador pelo PSC no Rio de Janeiro, Carlos publicou no Instagram que Maia andava “nervoso”, por ter dito que o ministro da Justiça, Sergio Moro, “conhece pouco de política” e não era mais que um “funcionário” de Bolsonaro.

Solução

Para resolver a questão, “só conversando”, avalia o presidente da República. “Você nunca teve uma namorada? Quando ela quis ir embora o que você fez para ela voltar? Conversou. Estou à disposição para conversar com o Maia”, disse a um repórter.

*Com informações do Estadão Conteúdo