‘Não tem mais repatriação, acabou a repatriação’, diz Pauderney Avelino

  • Por Estadão Conteúdo
  • 20/10/2016 13h06
Dep. Pauderney Avelino (DEM-AM)

Deputados da base aliada afirmaram nesta quinta-feira (20) que não haverá mais a votação do projeto que flexibiliza as regras do programa de repatriação. As declarações acontecem um dia depois de o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, dizer que a Lei da Repatriação em vigor “está dando certo” e já arrecadou R$ 18,6 bilhões com a regularização de R$ 61,3 bilhões de recursos que foram enviados ilegalmente ao exterior.

“Não tem mais repatriação, acabou a repatriação. Quem tiver dinheiro fora que esteja ainda em dúvida se deve ou não entrar no programa, eu digo, entre, porque não terá prorrogação, o prazo se encerra dia 31 de outubro, com as regras atuais”, disse o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM).

Para o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), as declarações de Rachid mostram que o programa está caminhando bem. “Está muito claro que a Receita entende que a legislação hoje colocada atende às necessidades e talvez uma nova poderia ser um risco”, disse.

Após uma série de idas e vindas, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também afirmou na quarta que não colocaria mais o novo projeto em votação. A decisão foi anunciada pela assessoria de Maia, após ele se reunir com Rachid e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.