Risco de novo rompimento diminui e buscas são retomadas em Brumadinho (MG)

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2019 15h11 - Atualizado em 27/01/2019 15h42
FERNANDO MORENO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDORisco de rompimento da barragem B6 diminuiu e moradores podem retornar às suas casas

A Defesa Civil de Minas Gerais diminui o nível de risco de rompimento da barragem 6 da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho.  A informação é do Tenente Coronel Flávio Godinho. Segundo ele, a barragem teve seu nível de rompimento rebaixado de número 2 para 1.

Os moradores de Brumadinho que foram evacuados por volta das 5h da manhã deste domingo (27) já estão liberados para retornar às suas casas.

O Tenente explicou também que os trabalhos de busca por sobreviventes e resgate de corpos foi retomado. “Estamos monitorando a todo momento. Fazendo medição. Houve uma drenagem de água e por meio da medição da barragem confirmou-se que ela não oferece risco às pessoas e aos agentes trabalhando no resgate”, disse em entrevista coletiva. A drenagem da barragem B6 seguirá, mas não há, ainda, expectativa de término do esvaziamento.

A entrada da cidade também foi liberada e, segundo o tenente coronel, caso novo risco se apresente, a sirene utilizada no começo da manhã será tocada novamente e o esquema de evacuação se repetirá.

Desde o sábado (26), as equipes têm realizado bombeamento de água no interior da barragem 6 da Mina Córrego do Feijão, diminuindo, de acordo com o tenente, “grande parte do volume responsável pela sobrecarga”. Ele informou que o reservatório tinha inicialmente capacidade de 3 a 4 milhões de metros cúbicos. Após o bombeamento, esse número caiu para 840 mil metros cúbicos, o que amenizou a possibilidade de um acidente.