No Maranhão, governador do PCdoB decreta ‘Escola sem censura’

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2018 17h02
Agência BrasilFlávio Dino criou decreto em resposta crítica ao "Escola sem partido"

O governador reeleito do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) editou um decreto, nesta segunda-feira (12), que estabelece que todos os professores, estudantes e funcionários da rede de ensino estadual são “livres para expressar seu pensamento e suas opiniões no ambiente escolar”. A medida também impede a filmagem de aulas sem consentimento.

No Twitter, Dino batizou a matéria de “Escolas com liberdade e sem censura”, em referência ao projeto defendido especialmente por apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). “Falar em ‘Escola sem partido‘ tem servido para encobrir propósitos autoritários incompatíveis com a nossa Constituição e com uma edução digna”.

O decreto ainda determina à Secretaria da Educação maranhense a promoção de campanhas de divulgação das garantias constitucionais de liberdade de ensino. Dino também estabeleceu que a gravação de aulas, prática solicitada pelo “Escola sem partido” para denunciar “doutrinadores”, só poderá ocorrer com autorização dos envolvidos.