Nós não enxergamos derrota nenhuma, diz Onyx sobre aprovação de PEC do Orçamento

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2019 16h06 - Atualizado em 27/03/2019 16h19
Mateus Bonomi/Estadão Conteúdo"Quanto mais o orçamento puder ser compartilhado, melhor", disse o ministro

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tentou reforçar o discurso de que o governo não vê como derrota a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que engessa parcela maior do Orçamento. Ele chegou a dizer, na tarde desta quarta-feira, 27, que o fato é uma vitória.

“Ninguém no governo está vendo derrota nenhuma. É uma vitória e a reafirmação da autonomia do parlamento”, afirmou o ministro.

Ele disse que conversou com o presidente Jair Bolsonaro pela manhã e sinalizou que ele possui o mesmo entendimento. Segundo Onyx, “quanto mais o orçamento puder ser compartilhado, melhor”.

O ministro falou com a imprensa após participar do Encontro Nacional da Conferência dos Conselhos de Pastores do Brasil, que contou com a presença de integrantes da bancada evangélica, que vinha fazendo reclamações sobre a falta de diálogo com o governo.

Depois do almoço, o ministro da Casa Civil disse que Bolsonaro começará a se reunir com presidentes de partidos e líderes de bancada quando retornar de viagem a Israel, a partir da próxima quinta-feira, dia 4. O objetivo é “estreitar o diálogo”.

Na mesma data, o presidente receberá o presidente do PRB, Marcos Pereira, que estava no almoço com Onyx hoje. Bolsonaro também deve receber o presidente do DEM, ACM Neto. O partido possui três ministros no governo, entre eles o próprio Onyx.

O ministro destacou que o Poder Executivo “só pode respeitar” a votação na Câmara e que “não vai interferir” na apreciação da matéria no Senado.

Sobre qual será o papel de parlamentares no governo, Onyx disse que o governo Bolsonaro constituiu os cargos de primeiro e segundo escalão com “total independência”, e agora vai cuidar das questões na esfera estadual.

*Com informações do Estadão Conteúdo