‘O médium não é o maior problema do Brasil’, diz Renan Calheiros sobre acusações contra João de Deus

  • Por Jovem Pan
  • 10/12/2018 12h22 - Atualizado em 10/12/2018 14h07
ReutersPara o ex-presidente do Senado e atual senador por Alagoas, João de Deus é um 'patrimônio da espiritualidade, cura e crença'

O médium João de Deus foi acusado por pelo menos 200 mulheres de assédio e abuso sexual. Em seu perfil no Twitter, o senador pelo MDB-AL Renan Calheiros resolveu se pronunciar sobre o caso.

De acordo com Renan, João de Deus “não é um Roger Abdelmassih, um lasier [referência ao senador gaúcho Lasier Martins] qualquer, e deve, até pelo menos o trânsito em julgado, continuar curando a sociedade, que parece mais doente e odienta”.

Para ele, João de Deus é um “patrimônio nosso, da espiritualidade, da cura e da crença”. Calheiros prossegue, “Falo com a responsabilidade de quem fez a Lei Maria da Penha, cominou o Feminicídio na legislação, o Observatório do SF, avanços contra a violência, contra a pedofilia e todos de gênero”.

João de Deus será investigado por uma força tarefa do Ministério Público Federal após a série de entrevistas vinculadas pelo programa “Conversa com Bial”, do jornalista Pedro Bial, e pelo “Fantástico”, da TV Globo, mostrarem que o líder espírita estaria envolvido em dezenas de casos de assédio e estupro.

Veja a publicação: