‘O que acontece aqui é um pesadelo’, diz prefeito de Suzano sobre tiroteio em escola

  • Por Jovem Pan
  • 13/03/2019 16h01
Estadão ConteúdoGinásio do Parque Max Feffer, próximo ao local do crime, será cedido às famílias das vítimas para um velório coletivo

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), chamou de “pesadelo” o massacre acontecido na manhã desta quarta (13) na escola estadual Raul Brasil, no centro da cidade. Oito alunos foram mortos a tiros por dois jovens que entraram encapuzados no colégio. Os atiradores cometeram suicídio após o crime.

“O que aconteceu aqui foi um pesadelo. A gente imagina uma coisa dessas em outras cidades, mas jamais aqui em Suzano”, afirmou Ashiuchi. “É uma semana difícil, dias atrás nossa região foi bastante afetada pelas chuvas, agora acontece essa situação surreal”.

Ashiuchi também comentou os motivos que teriam levado os jovens Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, a cometer o crime. “Não é só uma questão de segurança, entram outros fatores aí, como o bullying, a família, ter Deus no coração”.

Segundo o prefeito, o ginásio do Parque Max Feffer, próximo ao local do crime, será cedido às famílias das vítimas para um velório coletivo.