Onze estados podem ter surto de dengue em 2020, alerta Ministério

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2020 14h33 - Atualizado em 16/01/2020 14h37
Arquivo/Agência BrasilO mosquito Aedes aegypti é quem transmite os vírus da dengue, zika, chikungunya

O coordenador de Vigilância de Arbovirose do Ministério da Saúde, Rodrigo Saidi, alertou para um possível surto de dengue no Espírito Santo, Rio de Janeiro e região Nordeste do país a partir de março.

De acordo com o especialista, o período favorável para o aumento dos casos começou em novembro e vai até o maio, e a dinâmica de transmissão da doença é o fator determinante que pode causar o surto nas regiões. Ele explica que existem quatro sorotipos da doença, e quando ocorre uma alteração do padrão de circulação, o número de transmissões cresce.

“No nosso país, de 2010 a 2016, a circulação mais importante foi pelo sorotipo 1 e sorotipo 4. Em 2018 houve essa alteração de circulação para o sorotipo 2. Ela ocorreu em regiões com alta densidade populacional, nos estados do Sudeste e Centroeste, com exceção do Rio e do Espírito Santo.”

Saidi reforça a necessidade da união entre o Poder Público e a população para combater a doença, já que 80% dos criadouros do mosquito estão dentro das residências. Ele acredita que o controle deve ser ainda mais rígido nesta época do ano, pois é quando o mosquito completa o ciclo de reprodução em apenas 10 dias.

“Essa mudança no padrão de circulação que está acontecendo nesses dois estados [Espírito Santo e Rio de Janeiro], e a possibilidade de isso ocorrer nos estados do Nordeste, em 2020, apontam para um cenário de risco”, disse o coordenador.

Dengue no Brasil

Em 2019, o país registrou mais de 1.544 casos da doença e quase 800 mortes – um aumento de 488% em relação a 2018, ano considerado atípico pelo ministério.

Vale lembrar que o vírus da Zika, também transmitida pelo Aedes aegypti, ainda está em circulação no país, mesmo com registros baixos. O Ministério da Saúde descarta um surto da Chikungunya este ano.

* Com informações da Agência Brasil.