Operação na Amazônia já aplicou quase R$ 100 milhões em multas

A Operação Verde Brasil começou a atuar em setembro. Serrarias, madeireiras ilegais, agricultores e pessoas envolvidas com queimadas ou desmatamento na região amazônica estão entre os multados.

  • Por Jovem Pan
  • 16/10/2019 15h57 - Atualizado em 16/10/2019 15h57
EFE/Joédson AlvesOperação Verde Brasil atua na região da Amazônia desde o início de setembro

A Operação Verde Brasil aplicou R$ 94,6 milhões em multas a serrarias, madeireiras ilegais, agricultores e pessoas envolvidas com queimadas ou desmatamento na Amazônia.

De acordo com o ministério da Defesa, a operação contribuiu para a diminuição de queimadas no mês de setembro, que ficou abaixo da média histórica.

Iniciada em 24 de agosto, a ação é uma parceria dos Comandos Militares do Norte, do Oeste e da Amazônia voltada ao combate de crimes ambientais na região amazônica.

Balanço do governo aponta que a Operação Verde Brasil conteve 1.800 focos de incêndio, apreendeu 18,4 mil metros cúbicos de madeira extraída ilegalmente, confiscou mais de 200 veículos e efetuou 120 prisões. Durante o primeiro mês de atuação, a Operação Verde Brasil já havia aplicado R$ 36 milhões em multas.

Prevista na Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental, a operação deve continuar até 24 de outubro deste ano, de acordo com o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro.

*Com informações da Agência Brasil