Operação Saigon busca família que comandava jogo do bicho em São Gonçalo

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2018 08h40 - Atualizado em 13/08/2018 09h26
Reprodução/TV GloboA operação Saigon tem como objetivo cumprir 23 mandados de prisão preventinva e 57 de busca e apreensão contra a família de Dona Renee

O Ministério Público do Rio de Janeiro e a Polícia Civil iniciaram na manhã desta segunda-feira (13) a Operação Saigon. A operação deflagrada é contra a prática do jogo do bicho em São Gonçalo, região metropolitana do RJ.

A operação Saigon tem como objetivo cumprir 23 mandados de prisão preventiva e 57 de busca e apreensão contra a família de Dona Renee, matriarca do jogo no bicho e falecida no decorrer das investigações. Até às 8h, 13 pessoas haviam sido presas, inclusive, dois suspeitos de serem os chefes da quadrilha.

Agentes da Corregedoria Interna da Polícia Civil, da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria Estadual de Segurança e do Gaeco – grupo do MP-RJ que combate o crime organizado, estão envolvidos na Operação Saigon.

Os dois homens presos, suspeitos de chefiarem a quadrilha, são os irmãos Luis Anderson Azeredo Coutinho e Alexandre Azeredo Coutinho, netos da matriarca do bicho, Dona Renee. Alexandre, de apelido Tioco, foi capturado em Cabo Frio, na Região dos Lagos, e Luis Anderson foi pego em Niterói, ao lado de São Gonçalo.

Na casa desse último, agentes apreenderam R$48 mil em espécie, além de jóias e ouro. Luis Anderson já cumpriu pena por homicídio, o que não o impediu de comandar o jogo da prisão. A justiça, em escutas autorizadas, rastrearam ligações do suspeito na cadeia. Anderson obteve um Habeas Corpus e respondia pelo homicídio em liberdade até ser preso na manhã desta segunda (13).

Entre outros procurados estão dois policiais civis em atividade, um policial civil aposentado, um ex-policial civil, quatro policiais militares na reserva ou reformados e seis ex-policiais militares.