Operação Verão é iniciada no RJ para evitar afogamentos e acidentes

  • Por Jovem Pan
  • 22/12/2019 11h17
Agência Brasil/ EBCO esforço de patrulhamento será mantido até março e contará com 1,3 mil guarda-vidas

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro iniciou neste domingo (22) a Operação Verão, que reforça a estrutura de salvamento nas praias do estado. O esforço de patrulhamento será mantido até março e contará com 1,3 mil guarda-vidas, um aumento de 50% do efetivo em relação ao que é empregado nos demais meses.

Os bombeiros usarão novas bandeiras para chamar a atenção dos banhistas para as condições de segurança, que serão classificadas em baixo risco (verde), médio risco (amarela) e alto risco (vermelha). Também poderá ser afixada a bandeira roxa, que indica a presença de animais marinhos.

Além do contingente e da sinalização, os bombeiros reforçaram os equipamentos de salvamento, incluindo um novo helicóptero, comprado recentemente com recursos da Taxa de Incêndio. O modelo é o primeiro a contar com piloto-automático, que melhora a estabilidade da aeronave em caso de desorientação espacial.

Além do helicóptero, também há novas motos aquáticas, quadriciclos, botes, boias de salvamento, itens de proteção pessoal e outros equipamentos.

No ano de 2019, os bombeiros resgataram 12 mil pessoas das praias do Rio de Janeiro, sendo o número mais expressivo realizado pelo 3º Grupamento Marítimo (Copacabana) – que salvou 2.446 pessoas. Os números contabilizam os resgates realizados até 15 de dezembro.

Recomendações do Corpo de Bombeiros

  • Procurar sempre locais próximos aos postos de guarda-vidas;
  • Respeitar as placas e/ou bandeiras de sinalização;
  • Perguntar sempre ao guarda-vidas qual o local mais apropriado para tomar o banho de mar;
  • Não ingerir bebidas alcoólicas antes de entrar no mar;
  • Evitar entrar na água logo após se alimentar;
  • Não entrar no mar após longa exposição ao sol, sem antes adaptar seu organismo à temperatura da água;
  • Não desviar a atenção um só instante das crianças. Vale identificá-las com nome e telefone para contato;
  • Caso saiba e pretenda nadar, a orientação é praticar a atividade paralelamente à areia;
  • Evitar locais que são conhecidos como points de surfistas para previnir acidentes com pranchas.

*Com informações da Agência Brasil