Oposição entra com mandado no STF para abertura de CPI exclusiva para Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2014 17h11

A oposição entrou nesta terça-feira (8) com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para tentar a abertura da CPI exclusiva da Petrobras. O líder do PSDB, o senador Aloysio Nunes, afirmou que não confia na decisão da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e garante que a comissão não tem autoridade para definir se uma CPI deve ou não ser instalada.

Segundo o senador, através desse mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente do senado, Renan Calheiros, será obrigado a instalar essa CPI da Petrobras exclusiva. Existem quatro requerimentos: dois para a CPI só do Senado Federal e dois, oposição e governista, para a CPI mista, com a participação de deputados e senadores. A oposição pretende priorizar a CPI mista e que investigue exclusivamente a Petrobras.

Sobre o deputado André Vargas (PT), ele possui três pedidos de cassação, um assinado por três partidos e outro pelo Psol. Esta terça-feira é o último dia para Vargas renunciar do cargo de deputado e continuar elegível.

Confira no áudio acima o panorama completo da situação da CPI da Petrobras e da situação de André Vargas, com as informações do repórter José Maria Trindade.