Osmar Terra exonera 19 servidores subordinados a crítico de Fernanda Montenegro

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2019 16h45 - Atualizado em 04/10/2019 17h06
Mateus Bonomi/Estadão ConteúdoOs servidores desligados ocupavam cargos de confiança, em funções de chefia, coordenação e subgerência

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, exonerou 19 servidores do Centro das Artes Cênicas (Ceacen) da Fundação Nacional de Artes (Funarte). O grupo dispensado era subordinado ao diretor do Ceacen, Roberto Alvim, que recentemente atacou a atriz Fernanda Montenegro.

Alvim chamou Fernanda de “mentirosa” e “sórdida” em uma postagem no Facebook, o que provocou a reação da classe artística em defesa da atriz. Na mesma ocasião, ela posou para uma revista retratada como uma bruxa prestes a ser queimada em uma fogueira com livros.

Os servidores desligados ocupavam cargos de confiança, em funções de chefia, coordenação e subgerência, conforme portarias publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (4).

Covas diz que foi ‘desrespeito’

O post do diretor da Funarte gerou indignação do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que classificou o ato como “desrespeito” – ainda mais se tratando de uma “mulher idosa que representa o país no mundo inteiro”. Ele afirmou que o posicionamento traz muita tristeza e que espera que “seja pessoal e não reflita a opinião do Governo”.

*Com informações do Estadão Conteúdo