Padilha critica pesquisas e garante dedicação ao segundo turno presidencial

  • Por Jovem Pan
  • 05/10/2014 22h06
SÃO PAULO, SP, 03.10.2014: CARREATA-PT - A presidente da República e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, o candidato ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o candidato ao Senado, Eduardo Suplicy, participam de carreata do PT no centro da capital paulista, nesta sexta-feira. (Foto: Fábio Nasi/Frame/Folhapress)O candidato ao governo de São Paulo

O candidato ao governo de São Paulo Alexandre Padilha (PT), teve 18% dos votos nas eleições deste domingo, 05, vencida pelo candidato do PSDB Geraldo Alckmin, que se reelegeu ao cargo.

Apesar da derrota, com quase quatro pontos percentuais atrás do segundo colocado, Paulo Skaf (PMDB), Padilhe disse estar feliz com o resultado, mas reclamou dos institutos de pesquisa, que demostravam uma possibilidade de segundo turno antes da votação.

“Mais uma vez os institutos não captaram adequadamente o eleitorado. Passam o resultado para o eleitor como se fosse definitivo, e mais uma vez ficou claro que não foi assim”.

Padilha afirmou ainda que foi um dos primeiros a parabenizar o governador reeleito Alckmin, e garantiu que irá se dedicar a campanha da presidente Dilma Rousseff.

“Nessas três próximas semanas a dedicação é ao debate do segundo turno, que terá grande influência aos investimentos para São Paulo”, ressaltou.