Padrasto é preso por incêndio que matou três crianças em Paraty

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2020 14h49 - Atualizado em 27/01/2020 08h36
Reprodução/FacebookIncêndio em Paraty matou três crianças nesta sexta-feira

Fernando Evangelista, de 36 anos, foi preso nesta sexta-feira, 24, pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, acusado de incendiar o casarão em Paraty, Costa Verde do Estado. Ele era padrasto das três crianças que morreram no local.

Segundo informações do jornal Meia Hora, Fernando mantinha um relacionamento com Dara de Almeida Santos de Souza, mãe das crianças, e teria cometido o crime por ciúmes. O objetivo era viver apenas com a companheira.

O exame pericial descartou a possibilidade de que o incêndio tenha começado por acidente. Sete testemunhas foram ouvidas, entre elas a babá que cuidava das crianças, uma das avós e vizinhos. As investigações apontam ainda que o homem tentou responsabilizar um dos filhos de Dara dias antes, contando que a criança havia colocado fogo nos colchões do quarto.

O homem irá responder por tentativa de feminicídio, incêndio, e pelos três homicídios qualificados por emprego de fogo e majorados por conta das vítimas serem menores de 14 anos. Juntas, as penas somam mais de 100 anos de prisão.

Os três irmãos foram enterrados na manhã deste sábado, no Cemitério Municipal de Paraty. Cerca de 150 pessoas compareceram no local. Dara segue internada em estado grave no Hospital Municipal de Praia Brava.