Palocci admite que relações da Odebrecht eram “muito fluídas”; assista

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2017 18h39 - Atualizado em 06/09/2017 18h39
Reprodução Ex-ministro Antonio Palocci, revelou que Lula firmou um "pacto de sangue" com a Odebrecht para o pagamento de R$ 300 milhões em propinas

Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, o ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antonio Palocci revelou como se dava as relações do governo com a Odebrecht. Considerado peça-chave na Operação Lava Jato, Palocci, que era tido como o “braço direito” de Lula, se colocou à disposição de Moro para “contar” tudo o que sabe.

Em parte do depoimento, ele destacou que se tornou muito próximo de Marcelo Odebrecht, e que as relações sempre foram muito “fluídas”, inclusive as participações em campanhas se davam de todas as maneiras, inclusive por meio de contratos ilícitos.

Confira a íntegra do depoimento de Antonio Palocci: