Palocci deve confirmar em delação que Lula queria ministério para escapar da prisão

  • Por Jovem Pan
  • 15/09/2017 08h51
Dilma dá posse a Lula como ministro da Casa Civil em meio à crise política de março de 2016; a nomeação foi suspensa pelo Supremo

Começaram a aparecer detalhes da delação do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, que atinge em cheio o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo a revista Veja, Palocci vai relatar em um dos anexos da colaboração que ouviu de Lula logo depois de este ser conduzido coercitivamente pela Polícia Federal em março de 2016: “Eu tenho a informação de que vou ser preso”.

Lula teria contado Palocci, então, que pensava em aceitar o convite da então presidente Dilma Rousseff para assumir o ministério da Casa Civil a fim de evitar a prisão.

Antes da posse de Lula, que seria derrubada depois pelo Supremo Tribunal Federal, o juiz Sergio Moro revelou áudio do famoso diálogo em que Dilma afirmou que enviaria o “termo de posse” por meio do assessor “Bessias” para que Lula o usasse “em caso de necessidade”.

Os ex-presidentes petistas são suspeitos de tentar obstruir a Justiça.

Essa conversa entre Lula e Dilma foi anulada como prova pelo STF pois foi gravada depois de determinada a suspensão do grampo no celular do ex-presidente.

As informações que devem sair neste fim de semana na revista e foram antecipadas pelo site O Antagonista.