Papa Francisco se solidariza com vítimas de ataque em Campinas

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2018 19h09 - Atualizado em 12/12/2018 19h19
DivulgaçãoLíder católico enviou "bençãos" a vítimas e familiares de atentado no Brasil

O Papa Francisco se solidarizou nesta quarta-feira (12) com familiares das vítimas do ataque a tiros ocorrido na Catedral Metropolitana de Campinas (SP), na tarde de terça (11). O líder católico enviou carta ao administrador da igreja, padre José Eduardo Meschiatti, por meio do secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin.

“O Papa Francisco confia à misericórdia de Deus as vítimas e assegura a sua solidariedade e conforto espiritual às famílias que perderam seus entes queridos e toda a comunidade arquidiocesana com votos de pronta recuperação dos feridos”, diz o texto, que indica que o pontífice está “profundamente consternado” com o “dramático atentado”.

“O Santo Padre convida a todos, diante deste momento de dor, a encontrar conforto e forças em Jesus ressuscitado, pedindo a Deus para que a esperança não esmoreça nesta hora de prova e faça prevalecer o perdão e o amor sobre o ódio e a vingança”, escreveu Parolin. “Para confirmar esses votos o Papa concede a todos uma confortadora bênção apostólica.”

O crime

analista de sistemas Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, entrou na catedral após uma missa e abriu fogo contra oito pessoas. Policiais que estavam perto do local ouviram os tiros e conseguiram balear o criminoso. Cercado, ele subiu no altar da igreja e se matou. A Polícia Civil investiga as motivações.