Partidos da base aliada fecham questão para aprovar PEC do Teto

  • Por Estadão Conteúdo
  • 05/10/2016 15h21
Brasília - O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito presidente da Câmara dos Deputados, com 285 votos. (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)Rodrigo Maia é eleito novo presidente da Câmara dos Deputados - AGBR

Em reunião na manhã desta quarta-feira (5), a Executiva Nacional do PSD decidiu fechar questão à favor da PEC do Teto. Assim, os 38 deputados da bancada na Câmara devem votar com o governo, caso contrário estarão sujeitos a punição do partido. Na última terça (4), o PSDB decidiu por unanimidade fechar questão à favor da proposta. PMDB e DEM também devem adotar a mesma medida.

A PEC do Teto é considerada crucial para o governo reequilibrar as contas públicas. Por isso, o Palácio do Planalto e seus aliados estão organizando rodadas de reuniões para explicar o projeto aos deputados.

“A proposta será um marco na gestão pública como foi a Lei de Responsabilidade Fiscal. Os governos do PT elevaram os gastos a níveis insuportáveis para a sociedade, que nunca pagou tanto imposto, e reduziram drasticamente a capacidade de investimento do País. O PSDB dará a sua contribuição para aprovar a PEC porque ela é importante para o Brasil”, afirmou o líder do PSDB, Antonio Imbassahy (BA), em nota.