Perseguição e tiroteio deixa 9 mortos por pisoteamento durante baile funk em Paraisópolis

Cerca de 5 mil pessoas estavam no local, na Zona Sul da capital paulista. Outras sete pessoas ficaram feridas

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2019 11h54 - Atualizado em 02/12/2019 15h16
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO CONTEÚDOVista aérea da favela de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo.

Uma perseguição policial que resultou em troca de tiros durante a madrugada deste domingo (1º) deixou nove pessoas mortas por pisoteamento durante um baile funk que acontecia na favela de Paraisópolis, na Zona Sul da capital paulista — oito homens e uma mulher.

Cerca de 5 mil pessoas estavam no baile funk. A Polícia Militar relata que realizava a Operação Pancadão quando uma moto com dois suspeitos atirou contra os agentes. Policiais do 16º Batalhão de Polícia Militar passaram a persegui-los, até que a dupla entrou na favela de Paraisópolis, em direção ao local onde acontecia o baile funk.

Nove pessoas foram pisoteadas e levadas ao Hospital do Campo Limpo, onde morreram. Outras sete pessoas foram socorridas no AMA Paraisópolis, sendo uma mulher ferida por disparo de arma de fogo. Ainda de acordo com o PM, duas viaturas foram depredadas.

O Governador de São Paulo, João Doria, lamentou as mortes em sua rede social e disse que determinou uma apuração rigorosa do episódio.

O caso foi registrado no 89º Distrito Policial, do Jardim Taboão. A PM instaurou inquérito policial militar para apurar todas as circunstâncias da ocorrência.

*Com informações do repórter Tiago Muniz