Personalidades descobrem que a melhor idade é o momento da busca por propósito

Bruna Lombardi e Washington Olivetto participam do Fórum da Longevidade e indicam caminhos para se preparar para o amanhã

  • Por Conteúdo Patrocinado
  • 16/12/2020 12h00
Reprodução/YouTube/Bradesco SegurosA atriz Bruna Lombardi fala sobre vida mais longa durante o Fórum da Longevidade

Em um mundo transformado pela pandemia de Covid-19, surgem novos desafios para a construção de uma vida mais longa e com mais qualidade. Mas, para que isso aconteça, é preciso se comprometer com alguns aspectos essenciais da vida como a saúde, o conhecimento, as relações sociais e o planejamento financeiro. É o que mostrou o Fórum da Longevidade, evento promovido pela Bradesco Seguros e apresentado por Bradesco Saúde, Bradesco Vida e Previdência e todas as empresas do grupo. O encontro deste ano teve como principal tema “O Novo Futuro da Longevidade” e contou com especialistas e personalidades que, juntos, indicaram os caminhos para se preparar para o amanhã. A atriz, escritora e cineasta Bruna Lombardi trouxe um momento de inspiração e conhecimento ao falar sobre a importância do propósito. Muitas vezes acreditamos que a felicidade está nas conquistas materiais e passageiras, mas isso pode causar um vazio. “A única maneira de superar os obstáculos apresentados pela vida é você dizer: ‘Eu tenho um propósito’”, afirma. Bruna conta ainda que não há segredo para uma vida mais leve, mas focar no agora pode trazer novas possibilidades. “O momento presente tem esse nome porque é um presente, a gente tem que agradecer e honrá-lo, estar nele e extrair dele o melhor”, conta. Segundo a atriz, é pelo momento atual que se torna possível a construção de um futuro mais harmonioso e saudável. “O teu momento é agora, sempre será o agora.”

O futuro e a longevidade também são feitos de reinvenção, como conta o premiado publicitário Washington Olivetto. Conhecido pela criatividade na profissão, ele leva também para a vida pessoal a mesma vontade de experimentar novas formas de expressão. “A gente vive, sob um ponto de vista geral da humanidade, o mais adorável desafio de reinvenção, porque há a possibilidade de viver mais. Quem vai viver mais tem de fazer mais coisas, criar mais espaços e ser mais talentoso”, analisa o publicitário. Longevidade não é só viver por mais tempo, mas também criar e aproveitar novas possibilidades de vida. Aos 69 anos, Olivetto estreou no mundo dos podcasts. “Quando você faz qualquer projeto de comunicação, não pode pensar que é 100 metros rasos. É maratona, tem que correr direitinho. O que você correu hoje tem a ver com o que você corre amanhã”, afirma. 

Mas a longevidade nem sempre precisa ser feita de desafios. O autor best-seller Dan Buettner fala sobre o modo de viver chamado de blue zones. Já faz algum tempo que as chamadas Zonas Azuis vêm chamando a atenção da comunidade médica. Isso porque os moradores desses locais vivem bem mais do que a média mundial de expectativa de vida. Um dos fatores que contribuem para esse cenário é a valorização e o cuidado com os idosos. “A população idosa é considerada um tesouro. Eles não são jogados em asilos, como acontece nos Estados Unidos, são cuidados pela família e geralmente têm sua própria casa”, conta Buettner. As Zonas Azuis vão além da curiosidade, afinal, essas comunidades podem trazer o segredo do envelhecimento ativo. Os habitantes desses locais descobriram como driblar o tempo e não só viver por muitas décadas, mas prolongar também sua autonomia e qualidade de vida. Um diferencial desses lugares é a maneira como se desenvolvem as relações sociais. “As blue zones foram os primeiros locais a nos ensinarem a importância dos determinantes sociais na saúde. As pessoas estão conectadas socialmente, a opção de se sentir sozinho não existe”, afirma o escritor. Ao longo do Fórum da Longevidade, outros convidados e especialistas abordaram diferentes perspectivas sobre o envelhecimento. A íntegra do evento está disponível no canal da Bradesco Seguros no YouTube. Clique AQUI e assista.

Quinze anos debatendo o envelhecimento saudável

Desde 2006, o Fórum da Longevidade reúne especialistas das mais diversas áreas para oferecer uma abordagem ampla e multidisciplinar ao tema, além de enriquecer o debate a partir do olhar, conhecimento e da experiência de vida de artistas, empresários, jornalistas, atletas e personalidades do Brasil e do mundo que trouxeram maior projeção e visibilidade. Neste ano, devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, o Fórum da Longevidade promoveu o encontro digitalmente, com transmissão ao vivo pela internet. O homenageado deste ano foi o cantor e compositor Gilberto Gil, que aos 78 anos é exemplo de vitalidade, talento e criatividade para todos os brasileiros.