Pesquisa para presidente mostra aumento do pessimismo do eleitor

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2014 08h43

Uma pesquisa Datafolha apontou aumento do sentimento de pessimismo do eleitor e queda nas intenções de voto na presidente Dilma.

A candidata petista caiu 6% desde o final de fevereiro, mas ainda assim seria reeleita no primeiro turno com 38% dos votos.

Mesmo com a queda de Dilma, os principais adversários da presidente não subiram na pesquisa.

Aécio Neves, do PSDB, teria 16% dos votos enquanto Eduardo Campos, do PSB, receberia 10%.

A pesquisa mostra ainda o desejo por mudança: 72% dos eleitores querem que as ações do próximo presidente sejam diferentes das de Dilma.

Mauro Paulino, diretor do Datafolha, explicou a Marcelo Mattos que o pessimo na gestão atual se compara ao registrado nas eleições de 2002.

*Ouça os detalhes no áudio

Para o cientista político Gaudêncio Torquatto a queda de 6% nas intenções de voto em Dilma Rousseff refletem o pessimismo do eleitor. Ele avaliou ainda que a tendência de queda deve se manter, mesmo quando a campanha começar oficialmente.

Para 32% dos entrevistado pelo Datafolha o ex-presidente Lula é o mais indicado para promover as mudanças esperadas; 17% acreditam em Marina Silva, e Aécio é citado por 13% dos eleitores. Outros 7% creem na mudança com Eduardo Campos.