PF deflagra operação contra fraudes na Previdência Social

Os alvos são suspeitos de intermediar a obtenção de pensão por morte e benefícios de Prestação Continuada (BPC) por meio de documentos falsos

  • Por Jovem Pan
  • 17/04/2019 09h28 - Atualizado em 17/04/2019 09h29
Agência BrasilA Polícia Federal cumpre dois mandados de busca e apreensão na Zona Norte do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (17)

A Polícia Federal (PF) realiza na manhã desta quarta-feira (17) uma operação contra fraudes na Previdência Social. Foram autorizados dois mandados de busca e apreensão na Zona Norte do Rio de Janeiro, nos bairros do Cachambi e Anchieta.

De acordo com as apurações, os alvos da Operação Casa de Fraudes 2 são suspeitos de atuar, intermediando a obtenção de benefícios previdenciários, com o nome de cidadãos fictícios, por meio desses documentos falsos.

Foram identificadas as atuações de pelo menos três procuradores no esquema. Apenas um deles tinha 22 benefícios cadastrados para seu endereço residencial, todos com documentos que não foram encontrados nas bases de dados do órgão de identificação civil do Rio, o Instituto Félix Pacheco.

Durante a investigação, foram contabilizados 33 benefícios irregulares, o que signifca um prejuízo de R$ 1,99 milhão aos cofres públicos. A suspensão desses benefícios pode resultar na economia de R$ 3,23 milhões.

A ação é coordenada pela força-tarefa Previdenciária, que é integrada pela Secretaria de Previdência do Ministério da Economia, pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.

*Com informações da Agência Brasil