PF faz buscas no Congresso e STF afasta deputado federal

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2019 09h37
Arquivo/Agência BrasilA investigação teve como base uma proposta de delação premiada e tem relação com desvios de dinheiro público na construção da Adutora Capivara

Uma operação da Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão na manhã deste sábado no Congresso Nacional. Um dos alvos é o deputado federal José Wilson Santiago (PTB-PB) – que deve se afastar do cargo após determinação do ministro Celso de Mello, do STF.

João Bosco Nonato Fernandes, o prefeito de Uiraúna, na Paraíba, também é um dos alvos.

Além dos dois nomes, os outros alvos são: os assessores parlamentar Evani Ramalho, Israel Nunes, Luiz Carlos de Almeida e Zoir Neves; o funcionário da Prefeitura Severino Batista e o empresário Cledson Dantas. Os mandados são cumpridos nas cidades de João Pessoa, São João do Rio do Peixe, Uiraúna (PB) e Brasília (DF).

Segundo informativo divulgado, a operação da PF tem como objetivo desarticular uma organização criminosa que fazia pagamentos ilícitos e superfaturava obras no estado da Paraíba.

Quatro mandados de prisão são cumpridos em residências e locais de trabalho dos suspeitos. Sete ordens de afastamento do cargo também foram expedidas.

De acordo com a Polícia Federal, os investigados devem responder por: peculato, lavagem de dinheiro, fraude licitatória e formação de organização criminosa.

A investigação teve como base uma proposta de delação premiada e tem relação com desvios de dinheiro público na construção da Adutora Capivara – que foi contratada inicialmente pelo valor de R$ 24,8 milhões. Segundo apuração, pelo menos R$ 1,2 milhões foram desviados.