PF indicia Lula e Palocci em investigação sobre doações ao instituto

Além dos petistas, Paulo Okamoto e Marcelo Odebrecht também constam no relatório final da Polícia Federal. Agora, o inquérito será encaminhado ao MPF

  • Por Jovem Pan
  • 26/12/2019 14h29 - Atualizado em 27/12/2019 09h59
ReproduçãoEx-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro petista Antônio Palocci e mais duas pessoas na investigação que apura doações da empreiteira Odebrecht ao Instituto Lula, no âmbito da Operação Lava Jato. A informação é do G1.

De acordo com a PF, houve repasse de 4 milhões da Odebrecht ao Instituto Lula entre dezembro de 2013 e março de 2014, tendo como origem os créditos da conta de propina mantida em planilha gerenciada por Marcelo Odebrecht.

A PF concluiu o inquérito nesta segunda-feira (23). Lula, Palocci, Paulo Okamoto e Marcelo Odebrecht foram indiciados por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo o relatório, “as evidências mostraram que os recursos transferidos pela Odebrecht sob a rubrica de ‘doações’ foram abatidos de uma espécie de conta-corrente informal de propinas mantida junto à construtora, da mesma forma ocorrida com aqueles destinados à aquisição do imóvel para o Instituto Lula”.

Ainda segundo a PF, em troca dos repasses, a Odebrecht foi beneficiada com contratos na Petrobras. O inquérito da PF será encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF).