PGR pede revogação de prisões da Operação Skala

  • Por Jovem Pan
  • 31/03/2018 19h28
Marcelo Camargo/Agência BrasilRaquel Dodge, Procuradora-Geral da República e o presidente Michel Temer

A Procuradoria-Geral da República solicitou na tarde deste sábado (31) ao ministro Luiz Roberto Barroso, do STF, a revogação das prisões que foram efetuadas na Operação Skala.

Entre os presos na Operação estão o amigo e ex-assessor do presidente Michel Temer, José Yunes; o ex-ministro Wagner Rossi; o dono da empresa portuária Rodrimar Antõnio Celso Grecco; e o coronel da reserva da PM de São Paulo, João Baptista Lima Filho, também amigo de Temer.

Ao pedir a revogação das prisões, a PGR afirmou que o objetivo das prisões, de instruir as investigações em curso, já foi cumprido. A procuradora-geral, Raquel Dodge, explicou que todos os mandados de prisão e busca foram cumpridos, com exceção de três pessoas, que não tiveram os mandados executados por estarem no exterior, “mas dispostos a se apresentarem à autoridade policial tão logo retornem”.

A Operação Skala investiga o presidente Michel Temer de ter recebido vantagens indevidas em troca de favorecer empresas do setor portuário. O relator do inquérito é o ministro Barroso.