Pizzolato é solto após liberdade condicional concedida pelo STF

  • Por Jovem Pan
  • 28/12/2017 16h33
Antonio Cruz/Agência BrasilEx-diretor de marketing do BB, Henrique Pizzolatopassou 1 ano e 7 meses preso no complexo da Papuda

O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, deixou na tarde desta quinta-feira (28), o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília-DF. Apontado como um dos principais operadores do mensalão, Pizzolato teve o pedido de liberdade condicional concedido pelo ministro do STF, Luís Roberto Barroso.

Em sua decisão, Barroso alegou o cumprimento de mais de um terço da pena, “bom comportamento carcerário” e bons antecedentes de Pizzolato – que já foi considerado foragido após ter fugido para a Itália em 2013. Ele foi extraditado para o Brasil em 2015. “Estão preenchidos os requisitos objetivos e subjetivos necessários à concessão do livramento condicional, inclusive porque as peças que instruem este processo revelam que o requerente tem aptidão para prover a sua própria subsistência, mediante trabalho honesto”, decidiu o ministro.

Condenado em 2012 por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro, Pizzolato passou 1 ano e 7 meses cumprindo pena em regime fechado no Complexo Penitenciário da Papuda, e, desde maio, está no regime semiaberto.

O ex-diretor do BB ainda precisará acatar uma série de obrigações estabelecidas pela Vara de Execuções Penais (VEP), do Distrito Federal. Dentre elas, o pagamento mensal de multa imposta pela Justiça.

*Com informações do Estadão Conteúdo