Polícia Civil resgata cachorros acorrentados e sem água no DF

Oito animais foram encontrados em situação de maus-tratos; um deles estava ferido e precisou ser levado para o veterinário

  • Por Jovem Pan
  • 13/09/2023 21h47 - Atualizado em 13/09/2023 21h47
Divulgação/PCDF Cachorros estavam acorrentados e sem água Animais estavam presos, sem água ou alimentação

A Delegacia de Repressão aos Crimes contra os Animais (DRCA) resgatou nesta quarta-feira, 13, oito cães em situação de maus-tratos em endereços localizados em Ceilândia e no Recanto das Emas, no Distrito Federal. A ação faz parte da Operação São Francisco e foi deflagrada após 25 denúncias envolvendo cachorros em situação de abuso, crueldade, privação, mutilação, abandono e moradia em ambientes sem higiene, luz, água ou alimentação. Um dos cães resgatados estava ferido e foi levado para atendimento a um hospital veterinário. Segundo o delegado da DRCA, Bruno Ehndo, a delegacia possui a atribuição de de realizar ações preventivas junto à sociedade, para que os animais não sejam maltratados ou expostos a situações de vulnerabilidade, além das ações de combate aos crimes. “É necessário proteger esses animais, investigar denúncias e prender envolvidos nessa prática criminosa, de modo que sejam, ainda, responsabilizados penalmente”. Segundo relatório da Polícia Civil, mais de 90% das ocorrências de maus-tratos de animais no Distrito Federal envolvem cães e gatos. O número de presos não foi informado. Os envolvidos podem pegar uma pena de dois a cinco anos de prisão caso sejam condenados. A operação foi denominada São Francisco em homenagem ao santo protetor dos animais.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.