Polícia de Mato Grosso prende empresário suspeito de matar a esposa e jogar corpo em lixão

Abinadab Costa Moraes teria matado a esposa, Ângela Rocha Pereira, em Colniza, e estava foragido desde terça

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2022 19h24
Divulgação / PC-MT Viatura da Polícia Civil de Mato Grosso Viatura da Polícia Civil de Mato Grosso

A Polícia Civil de Mato Grosso prendeu na sexta, 29, o empresário Abinadab Costa Moraes, 24, suspeito de assassinar a esposa, Ângela Rocha Pereira, 23, e jogar o corpo dela em um lixão na cidade de Colniza, no interior do Estado. Abinadab estava foragido desde terça, 26, e foi detido em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá. O corpo de Ângela foi encontrado no último domingo, 24, por um catador de lixo, que chamou a Polícia. O cadáver dela tinha sinais de perfurações por armas brancas e queimaduras. O empresário, dono de um mercado, conseguiu fugir apesar de ser considerado suspeito e levou a filha do casal, que tem um ano e seis meses de idade.

Após realizarem diligências e chegarem à conclusão de Abinadab foi o autor do crime, os policiais temiam que ele tentasse fugir do país, e segundo o delegado do caso, Bruno França Ferreira, foi identificada uma transferência de R$ 15 mil feita pelo irmão do suspeito para ajudá-lo nessa intenção. Um alerta chegou a ser emitido para a Interpol, mas ele foi localizado antes de sair do Brasil. “Logo que apurado o local onde ele estava escondido, foi solicitado apoio à Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande, para dar cumprimento a ordem de prisão”, destacou o delegado. A criança estava com uma tia, irmã do empresário, na cidade de Sapezal. Agora, a menina passará a viver com os avós maternos. A Polícia ainda não sabe a motivação do crime.